Conferências

Ciclo: testemunhos na 1ª pessoa

 cartaz.

 

Atlético – do associativismo desportivo, recreativo e cultural, ao debate politico e  contestação à ditadura e guerra colonial.

Dia 2 de Maio / 21:00h / Edifício do Atlético (antigas instalações) 

Com testemunhos de participantes nos diversos momentos da vida da histórica colectividade. 

 

 O tempo das expectativas e da participação – a Comissão Administrativa da Câmara Municipal e as Campanhas de Dinamização do MFA

Dia 7 de Maio / 21:00h / casa da Cultura de Loulé -  pátio interior

Com testemunhos de membros da Comissão Administrativa e de participantes nas Campanhas de Dinamização do MFA.

Carta das Cidades Educadoras - Ciclo de Conversas

 

Ao longo dos séculos, mulheres em homens empenhados, à custa de sofrimento e de vidas foram moldando a organização das sociedades, na afirmação dos valores da justiça, da igualdade, da liberdade, da solidariedade, da dignificação das pessoas…na busca de um estádio crescente de felicidade para todos, na busca de um planeta sustentável… A Europa, e Portugal como sua parte integrante, têm sido pioneiros nesse processo.

Eis que no presente, nos confrontamos com uma inversão deste quadro de valores!

Nestes encontros vamos reflectir sobre documentos fundamentais, em vigor, que consignam valores humanistas, direitos e deveres dos cidadãos.

Carta das Cidades Educadoras

Todos os habitantes de uma cidade terão o direito de desfrutar, em condições de liberdade e igualdade, os meios e oportunidades de formação, entretenimento e desenvolvimento pessoal que ela lhes oferece. O direito a uma cidade educadora é proposto como uma extensão do direito fundamental de todos os indivíduos à educação.

O Município de Loulé aderiu em 2007 à Associação Internacional das Cidades Educadoras.

 

Dia 22 de Abril /18:00h / Loulé – Café Calcinha

Com Leonel Silva, Director Municipal  na Câmara Municipal de Loulé e

impulsionador da adesão do Município à Carta das Cidades Educadoras.

Constituição da República Portuguesa - Ciclo de Encontros

cartaz 

Ao longo dos séculos, mulheres em homens empenhados, à custa de sofrimento e de vidas foram moldando a organização das sociedades, na afirmação dos valores da justiça, da igualdade, da liberdade, da solidariedade, da dignificação das pessoas…na busca de um estádio crescente de felicidade para todos, na busca de um planeta sustentável… A Europa, e Portugal como sua parte integrante, têm sido pioneiros nesse processo.

Eis que no presente, nos confrontamos com uma inversão deste quadro de valores!

Nestes encontros vamos reflectir sobre documentos fundamentais, em vigor, que consignam valores humanistas, direitos e deveres dos cidadãos.

Constituição da República Portuguesa

18 Abril - 15:30H no ATENEU de Loulé

"A Constituição é a lei suprema do país. Consagra os direitos fundamentais dos cidadãos, os princípios essenciais por que se rege o Estado português e as grandes orientações políticas a que os seus órgãos devem obedecer, estabelecendo também as regras de organização do poder político." Apesar de sucessivas revisões ainda mantém muito do essencial do seu texto fundador aprovado em 25 de Abril de 1976

Com Carlos Brito, foi deputado da Assembleia Constituinte, apresentando propostas e participando na elaboração e aprovação da Constituição da Republica . Foi deputado e líder da bancada parlamentar do PCP na Assembleia da República, sempre, ainda hoje como cidadão, com intervenção relevante em defesa de valores e direitos dos cidadãos.

Ciclo de encontros - Convenção Europeia dos Direitos do Homem

 

Ao longo dos séculos, mulheres em homens empenhados, à custa de sofrimento e de vidas foram moldando a organização das sociedades, na afirmação dos valores da justiça, da igualdade, da liberdade, da solidariedade, da dignificação das pessoas…na busca de um estádio crescente de felicidade para todos, na busca de um planeta sustentável… A Europa, e Portugal como sua parte integrante, têm sido pioneiros nesse processo.

Eis que no presente, nos confrontamos com uma inversão deste quadro de valores!

Nestes encontros vamos reflectir sobre documentos fundamentais, em vigor, que consignam valores humanistas, direitos e deveres dos cidadãos.

Convenção Europeia dos Direitos do Homem

A Convenção a que  Portugal só aderiu depois do  25 de Abril consigna um conjunto de direitos fundamentais, que constituem as verdadeiras bases da justiça e da paz no mundo  assentes “…num regime político verdadeiramente democrático e, por outro, numa concepção comum e no comum respeito dos direitos do homem…”

Dia 9 de Abril /18.00h /Loulé - Biblioteca Municipal

Com Alberto Melo, foi consultor na OCDE, conselheiro na UNESCO, Director Geral da educação Permanente do Ministério da Educação e Encarregado do Grupo de Missão para o Desenvolvimento da Educação e Formação de Adultos e dos M. Educação e do Trabalho e Solidariedade.

Ciclo de encontros: Os valores direitos e deveres dos cidadãos

 

Ao longo dos séculos, mulheres em homens empenhados, à custa de sofrimento e de vidas foram moldando a organização das sociedades, na afirmação dos valores da justiça, da igualdade, da liberdade, da solidariedade, da dignificação das pessoas…na busca de um estádio crescente de felicidade para todos, na busca de um planeta sustentável… A Europa, e Portugal como sua parte integrante, têm sido pioneiros nesse processo.

Eis que no presente, nos confrontamos com uma inversão deste quadro de valores!

Nestes encontros vamos reflectir sobre documentos fundamentais, em vigor, que consignam valores humanistas, direitos e deveres dos cidadãos.

Dia 2 de Abril / 18:00h / Loulé - Pastelaria Portas do Céu

Declaração Universal dos Direitos do Homem

Adoptada pela Organização da Nações Unidas em 1948 no rescaldo da 2ª Guerra Mundial, a Declaração proclama o ideal comum a ser atingido por todos os povos e todas as nações , afirmando que “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.

Com Edite Machado, Técnica Superior da Câmara Municipal de Loulé, foi Chefe de Divisão de Educação.

cartaz

Páginas

Subscribe to RSS - Conferências